Wilson Souto foi responsável pela introdução de ritmos musicais de grande sucesso no Brasil como a lambada e o axé music, e teve participação direta na explosão da música sertaneja no país.

Atuou como diretor artístico e executivo das gravadoras Continental e Warner Music do Brasil, sendo responsável pela consolidação de ambas na liderança do mercado fonográfico brasileiro durante as décadas de 80 e 90.

Em 1979 fundou em São Paulo o Teatro Lira Paulistana, um centro de animação cultural que abrigou e difundiu a chamada vanguarda das artes paulistana da década 80. Música, teatro, cinema e vídeo, literatura conviviam no mesmo espaço, gerando uma nova demanda e de público. O espaço foi epicentro de nomes como Itamar Assumpção, Premeditando o Breque, Língua de Trapo e de vários expoentes do rock e da música instrumental brasileira.