Administrador de Empresas com especialização em Informática e longa experiência no mercado financeiro e de capitais. Paulo Roberto Mendonça dirigiu de fevereiro de 2004 até dezembro de 2018, o Canal Brasil, canal de televisão por assinatura, constituído através de uma associação entre a Globosat e um grupo dos principais cineastas brasileiros, do qual faz parte. O Canal Brasil é distribuído pelas principais operadoras do país.

De janeiro de 1999 a setembro de 2003 foi Superintendente Geral da CETIP – Central de Custodia e Liquidação Financeira de Títulos, sendo responsável pela reformulação de sistemas e funcionalidades da central em função da implantação do SPB – Sistema de Pagamentos Brasileiros, bem como pela conceituação, o desenvolvimento e implementação do sistema operacional da CIP – Câmara Interbancária de Pagamentos, através de onde circulam todas as ordens financeiras trocadas entre os bancos integrantes do SFH – Sistema Financeiro Nacional.

Foi Superintendente Geral da ANDIMA de 1986 a 1994, onde atuou no desenvolvimento e criação de mecanismos operacionais fundamentais para eficiência do mercado de renda fixa brasileiro, interagindo diretamente com o Banco Central para adequada regulamentação do mercado e na gestão operacional do SELIC. Esta atuação foi determinante para a consolidação da CETIP, através da especificação, desenvolvimento e implantação de modernos sistemas negociação, custodia e liquidação dos mais diversos títulos de renda fixa e de renda variável no país, dentre eles o Certificado do Audiovisual, título que possibilitou o processo de retomada da produção cinematográfica brasileira no ano 1993. Esta experiência o levou a atuar no Chile, nos anos de 1991 e 1992, como consultor técnico na implantação da DCV- Deposito Central de Valores, entidade de registro e custodia de títulos de renda fixa e variável no mercado de valores chileno.

Foi também chefe do Departamento de Sistemas da BVRJ – Bolsa de Valores do Rio de Janeiro, diretor de Informática da BBF – Bolsa Brasileira de Futuros, Diretor de Operações do Banco BRJ e consultor da BM&F – Bolsa de Mercadorias de Futuros e da Bovespa – Bolsa de Valores de São Paulo. Em duas ocasiões distintas foi membro do Conselho Superior de Cinema, assim como por dois mandatos consecutivos membro do Comitê Gestor do FSA- Fundo Setorial do Audiovisual da ANCINE – Agência Nacional de Cinema e membro
do Conselho Curador da Fundação Padre Anchieta.

Paulo Mendonça é roteirista, produtor e diretor de cinema, teatrólogo, compositor e desde 2017 vice-presidente da Academia Brasileira de Cinema.